OS VINHOS DA 10ª TOP WINES!

Estes foram os vinhos da nossa última degustação top. Sem dúvida alguma uma maravilha!

A décima edição muito bem organizada pelos confrades, contou com a presença de grande vinhos como o Cetus Syrah 2010, uma ótima surpresa uruguaia principalmente para mim que ainda não conhecia. Excelente vinho!

Outra belo rótulo foi Dopff Irion Grand Cru Riesling 1994. Evoluido, com notas de mel, damasco, rosas e uma mineralidade ímpar.

Outra garrafa nova no pedaço foi Domaine Jamet Côtie Rôtie 2004, com sabores de frutas vermelhas e também uma incrível complexidade com notas especiarias, pimenta e carne para citar apenas algumas nuances.

Já o nosso incrível Montchenot Gran Reserva 15 años, safra 1996, elaborado com um corte das uvas Cabernet Sauvignon, Merlot e Malbec, estava repleto de frutas secas, couro, defumados e  notas de oxidação. Na boca um corpo médio, acidez ainda presente mostrando certa estrutura. Um excelente vinho como sempre!

E o Viña Ardanza 1976 ? Bem, este foi a grande surpresa. Aromas muitos intensos de fruta secas, uma madeira fina e agradável, torrefação, aroma de vinho evoluído com um toque de oxidação. Na boca, delicado, fino, elegante, macio, aveludado, redondo, com toques de frutas secas. Corpo muito bom e uma acidez encontrada somente nos grandes vinhos de Riojas.

Até a próxima!

OS VINHOS DA 9ª TOP WINES!

Sendo a última top do ano, clássicos e algumas novidades obtiveram o prestígio de alguns confrades!

Entre os destaques, podemos citar o Tondonia Blanco, Haut-Bages Liberal e o australiano Anaperenna.

 

Enfim, tá registrado pessoal! Até as próximas edições!

Saúde!

Confraria das Águas Escondidas

Resumo do Encontro de Inverno 2014

nova-friburgo-country-clube

[Press-release] 

Mais uma vez estamos retornando a cidade de Nova Friburgo, local do primeiro encontro de inverno realizado pela Confraria das Águas Escondidas.

O encontro enogastronômico acontecerá nos dias 15, 16 e 17/08.  Sendo que no dia 16, o jantar comemorativo a ser realizado no Restaurante Le Bon Bec, está previsto para acontecer às 20h.

Le Bon Bec

Desfrutar o cardápio do restaurante Le Bon Bec significa conhecer uma variedade de pratos e lugares da França, uma vez que, tradicionalmente, cada região no país possui uma culinária própria.

A “Cozinha Francesa” mundialmente conhecida como alta cozinha, por sua maneira altamente complexa e refinada da preparação de comida e gerenciamento da cozinha faz com que este tipo de culinária seja reservado para ocasiões especiais.

O MENU

Couvert misto

[Entrada]

Pastelzinho de shitake ou mini linguiças de cordeiro com geléia de hortelã.

 

[Principal]

Filet Mignon ao molho de gorgonzola, caramelo balsâmico e risoto de shitake.

Bife ancho de novilho ao poivre, com batata gratinada ou rostie.

Linguine com camarões ao molho de champagne e bisque de crustáceo.

 

[Sobremesa]

Torta charlote Russa

Sorvete de queijo com goiabada e calda e grana padano ralado.

 

Menu R$ 75,00 por pessoa + 10%. Taxa de rolha: R$ 35

 Av. Walter Machado Tedim, nº 2390

Mury – Nova Friburgo-RJ

(22) 2542-1103

OS VINHOS

Este ano promete!

1-Domaine Baumard Savennières Clos Saint Yves 2010

2-Bruno Giacosa Roero Arneis 2011

3-Château La Violette Pomerol 1982

4-Faustino I Gran Reserva 2000

5-Domaine Monpertuis Paul Jeune Chateauneuf-du-Pape 1995

6-Fondillón Alone Gran Reserva 1987

O custo total de R$ 1,298 dos vinhos será divido entre os presentes.

 

Agradecemos aos membros que estiveram presentes neste encontro e aos nossos convidados Márcia e Joubert Aragão Bastos. E também a esforçada equipe do Le Bon Bec.

Para o próximo mandato, temos a seguinte diretoria:

Presidente, Marcelo Andrade. Vice-presidente, Sérgio Tonelotto e Coordenadora, Susana Mulin.

 

Até breve!

Confraria das Águas Escondidas

OS VINHOS DA 8ª TOP WINES!

E lá se vai a segunda top do ano!

No último sábado (26), a Confraria da Águas Escondidas esteve mais uma vez reunida para a sua 8ª top, cumprindo assim o cronograma pré-estabelecido pela direção. Agora só falta uma, a última deste ano! 🙂

A “TOP WINES” é uma forma que encontramos para degustar GRANDES VINHOS sem gastar muito. Contando com o investimento de cada membro ao longo dos anos, tivemos a oportunidade de degustar belíssimas garrafas. E felizmente lá se vai na 8ª edição.

Agradecemos a equipe da Delicatella pela maravilhosa recepção.

OS VINHOS

Champagne Bruno Paillard Première Cuvée

Bela cor. Aroma fino e elegante, constante. Cítrico, leve e de boa acidez deixando um final fresco e agradável.

Pio Cesare Barolo 2009 – Itália

Um vinho recente e de grande estrutura. Visual opaco, nariz de frutas negras e mentol. Profundo, intenso nos taninos e com uma estrutura para suportar décadas.

Ben Ryé 2009 – Itália

Um vinho doce perfeito. Suave e rico como como deve ser… Notas de damasco que realmente persistem. Fantástico!

Chassagne-Montrachet Henri Boillot 2011 – França

Linda cor. Nariz floral com toques minerais. No palato, bastante desenvolvido, delicado, gostoso, com suaves toques de baunilha e frutas brancas. Uma beleza de chardonnay!

Wiesbadener Herrnberg Riesling Spätlese 1976 – Alemanha

Cor dourada, perfeita. Aromas de damasco e frutas cristalizadas.. Na boca é suave, com uma acidez levemente presente, complexo. Final de boca marcante e saboroso. Raríssimo!

Quinta da Romaneira 2008 – Portugal

Opaco. Nariz elegante, taninos intensos, mas delicados. Notas de frutas maduras e alcaçuz. No palato, fruta intensa e especiarias. Muito bom!

Barbaresco Giordano Giovanni & Figli 1971- Itália

Cor granada com reflexos alaranjado. Notas chá preto, verniz e alcatrão, complexo. Uma acidez marcante, taninos suaves e um final de boca expressivo. Grande vinho. Vai deixar saudades!

Château Bataille Grand Cru Classé 2009 – França

Escuro e denso. Notas intensas de cassis e groselha com um toque tostado. Uma estrutura fina e acidez picante. Um Pauillac untuoso, generoso e com potencial.

Cabo de Hornos 2007 – Chile

A safra 2007 deste vinho teve o corte alterado para 51% de Cabernet, 37% de Syrah, e 12% de Malbec. E podemos afirmar que foi um sucesso! Nariz complexo com fruta  madura, chocolate, especiarias e couro. Ótima sensação boca, macio, taninos finos, elegantes. Um vinho gostoso e muito equilibrado. Um grande vinho chileno.

Todos os vinhos estavam maravilhosos… O grande vencedor desta vez é o próprio grupo, que ao longo dos anos está cada vez mais unido nessa “vidinha” mais ou menos…rs

Até a próxima!
http://www.delicatella.com.br/
26/Julho, sábado, às 13:00h. Av. Rui Barbosa, 274 – São Francisco, Niterói. (21) 2610-5120

 

OS VINHOS DA 7ª TOP WINES!

No último dia 21 de Junho, a Confraria das Águas Escondidas na sua versão Taça de Elite, esteve mais uma vez reunida para a degustação da Top Wines de número 7.

Os vinhos da degustação foram:

-Champagne Gosset Excellence Brut

Champagne cristalino, com farta perlage. Nariz expressivo, notas de damascos e frutas maduras com toque de amêndoas. O paladar é rico, poderoso e marcio. Finissímo!

-Arbois Savagnin Jacques Puffeney 2009

Cor de palha. Notas florais e frutados intensos, toques oxidados, complexo. Muito saboroso, bela acidez. Não está pronto! Um vinho para iniciados.

-Amarone Clássico Lenotti 1975

Decantado por duas horas. Cor atijolado, nariz etéreo, complexo, boca seca, aveludado, intenso. Os sabores e aromas são enfatizados pelo longo período de envelhecimento em madeira. Final macio e persistente. Excelente!

-Nuits-St-Georges 1er Cru Les Boudots Georges Noellat 2009

Vermelho límpído, frutado, nariz adorável com notas de azeitona, taninos resolvido, com uma bela sensação na boca. Um vinho perfumado e equilíbrado. Pronto!

-Anfora Gravner 2006

Cor de cobre para âmbar, seco, com presença tânica. Vinhos complexo e em constante evolução. Vai se beneficiar com mais tempo em garrafa. Interessante por si só…

-Quinta Sardonia 2006

Cor escura impenetrável. Fumaça, fruta muito madura, geléia de ameixa, pimenta e carvalho. Seco, intensidade e calor na boca. Um monstro destinado a guarda…Não está pronto.

-Pavillon Rouge Chateaux Margaux 2002

Cor granada, nariz expressivo, complexo e elegante. Um vinho em desenvolvimento. Bouquet de cedro, frutas vermelhas, notas florais e um pequeno toque de couro. Na boca, baixo nível de taninos e uma acidez média, boa. Final agradável, com gostinho de quero mais… Pode ser bebido.

-Kranz Jäckel Beeresnauslese 1976

Cor dourada, nariz de frutas secas, mel, doce de laranja e gengibre. Na boca é intenso, acidez compatível, frutado e longo. Uma delícia!

Os melhor eleito pela maioria foi o Amarone Clássico Lenotti 1975.

 

Saúde!

Marcelo Andrade

RESUMO DA 72º DEGUSTAÇÃO: VERTICAL DE MARQUÊS DE RÍSCAL RESERVA

No último dia 17, a CAE esteve mais uma vez reunida para a sua 72º degustação mensal!

A bola da vez foi o vinho espanhol Marquês de Ríscal Reserva, disponível em cinco safras reunidas ao longo de dois anos: 1991, 2005, 2006, 2007 e 2008.

Estavam presentes nesta degustação: Susana Mulin, Valéria Patrocínio, Sérgio Tonelotto, Anamir Alcântara, Marcelo e Andréa Andrade, Leonardo Perdigão, Viviane Rodrigues, Graça Gurgel, Meyre e Jurivan Ferreira, Marília Gurgel e Marcelo Siqueira.

OS VINHOS

Marquês de Ríscal Reserva 1991

Corte de Tempranillo, Graciano e Mazuelo. Vermelho rubi com reflexos tijolo, Futas secas, especiarias, nariz complexo. Na boca, bem equilibrado, fino, acidez viva, final de boca  elegante.

Marquês de Ríscal Reserva 2005 (1,5L)

Vinho de cor rubi, límpido e opaco. Aromas com ótima complexidade, mostrando frutas negras, chocolate, baunilha e terra molhada. Exibe maciez na boca, taninos redondos e notas de tostadas. Final de boca elegante e persistente. Eleita a melhor safra da degustação!

Marquês de Ríscal Reserva 2006

Corte de Tempranillo Graciano e Mazuelo. Cor cereja escuro com boa profundidade. Aromas balsâmicas e notas de fruta madura e especiarias. O ataque é fresco e leve, com suaves e arredondados taninos. Final persistente e agradável.

Marquês de Ríscal Reserva 2007

Cor vermelho rubi. Notas de baunilha, carvalho e ameixa com um toque de alcaçuz. Na boca, muita fruta, acidez viva, suculento e persistente.

Marquês de Ríscal Reserva 2008

Cor cereja com reflexos marrons. Vinho limpo e brilhante, lágrimas finas abundante.
Este vinho tinto apresenta uma alta intensidade e uma grande complexidade aromática, marcada pelas notas equilibradas de fruta preta madura e notas balsâmicas. No paladar, um vinho redondo, intenso e com um bom equilíbrio.

Pelo resultado, só podemos concluir que a Marquês de Ríscal elabora vinhos longevos, elegantes e com personalidade espanhola.

Agora, só nos resta esperar pela próxima oportunidade.

Até lá!

Confraria das Águas Escondidas.

 

 

 

 

72º DEGUSTAÇÃO: VERTICAL DE MARQUÊS DE RÍSCAL RESERVA

marques de riscal

Participe da próxima degustação! 
Teremos a vertical do rótulo Marquês de Ríscal Reserva das seguintes safras: 1991, 2005, 2006, 2007 e 2008. 


Em 1858 tornouse a primeira bodega da região de Rioja, onde elaborava vinhos segundo métodos bordeleses. Mais tarde tornou-se a primeira bodega impulsora da Denominação de Origem Rueda, onde hoje se elaboram os famosos vinhos brancos de Marqués de Riscal. Os vinhos Marqués de Riscal representam uma marca ícone no Brasil dentro da categoria de vinhos premium espanhóis e são reconhecidos por sua qualidade e prestígio no mercado internacional.

hotel-marques-de-riscal

A ESPANHA É o país com a maior quantidade de vinhas da Europa e o terceiro em produção de vinho. Obteve excelente performance nos últimos 20 anos com uma revolução no processo de vinificação que vem transformando a característica e o estilo oxidado de seus tintos. Com regiões específicas para produção, presenteia-nos com fragrâncias, frescor e grande riqueza de frutas. Penedés é a maior e mais importante área demarcada para produção de vinhos na Catalunha, no nordeste da Espanha, próxima a Barcelona.

Restaurante Olimpo
Estação Hidroviaria de Charitas – 2º piso – Av. Quintino Bocaiúva s/n, Niterói.
Data: 17/05/2014, sábado, às 13:00h.

 

As despesas (almoço e vinhos) serão dividas entre os presentes.

O custo total dos vinhos (R$ 945,00) deverá ser divido entre os presentes.

Vagas limitadas!
Reservas e informações

marcelo.andrade@ymail.com

 

 

Saúde!

Confraria das Águas Escondidas

 

71º DEGUSTAÇÃO DA CONFRARIA DAS ÁGUAS ESCONDIDAS

Mais uma na conta!

Na última quarta-feira (30)  a CAE esteve reunida para mais uma degustação. Deste vez, com um toque mais informal! Véspera de feriado, valeu apena reunir a galera e degustar alguns vinhos.

Para acompanhar, queijos e pastinhas diversas, &$@8#! de bacalhau para os brancos e uma costela suína assada para acompanhar os tintos. Nada mal!

OS VINHOS

Espumante Casillero del Diablo Brut Reserva – Chile. 100%. Não agradou ao grupo.

Ironstone Obsession Symphony 2010 – EUA. 100% Symphony (um cruzamento de Grenache Gris com Moscato). Um vinho interessante…

Sigalas Assyrtiko Santorini 2011 – Grécia. 100% Assyrtiko. Bela coloração palha, límpido e brilhante. Vinho de caráter mineral com toques de frutas brancas. Em em boca é potente, mineral, ótima acidez e persistência. Equilibrado. Uma beleza!

Viña Tondonia Reserva 2001 – Espanha. 75% Tempranillo, 15% Garnacha, 5% Graciano 5% Mazuelo. Complexo, estruturado, perfumado e elegante. Como sempre, uma boa pedida!

Domaine des Remizieres Crozes-Hermitage 2009 – França.  Um bom custo benefício do Rhone. 100% Syrah. Aromático, notas de couro e frutas silvestres. Encorpado,  fruta madura, boa estrutura tânica e alguma complexidade. Muito bom!

Lavradores de Feitoria Douro tinto 2009 – Portugal. Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca. Gostamos do vinho! Notas de frutas vermelhas, saboroso, bom equilíbrio. Um vinho bem feito e agradável.

Sottano Reserva Malbec 2010 – Argentina. Cor intensa e brilhante com reflexos violeta. Boa complexidade de frutas vermelhas maduras e especiarias . Na boca, boa estrutura, com taninos maduros, bem equilibrado, boa estrutura e madeira integrada. Final longo e persistente. Muito bom!

Só ficou faltando o vinho de sobremesa…rs.

Entre os vinhos, creio que os melhores foram: Santorini 2011 entre os brancos e o Viña Tondonia Reserva 2001 entre os tintos.

Estavam presentes: Susana Mulin, Graça Gurgel, Valéria Patrocínio, Sérgio e Solange Tonelotto, Renan Gomes, Ivone Donnici, Marcelo e Andréa Andrade. Sentimos a falta dos demais. Esperamos que na próxima edição estejam todos presentes!

Até a próxima!

Confraria das Águas Escondidas.

 

 

 

 

 

 

 

RESUMO DA 70º DEGUSTAÇÃO!

No último dia 14, a confraria esteve mais uma vez reunida no Restaurante Sunsaki para mais uma de suas degustações. Lá se vai a degustação de número 70!

Casa cheia e muitos vinhos, o resultado não poderia ser outro: muita  alegria, descontração e bate-papo! Para atenuar o calor do lado de fora e acompanhar o menu japonês, o resultado foi este:

Champagne Jacquart Brut Mosaique
Como sempre, um excelente custo-benefício. Fresco, amplo e delicioso. Muito bom!

Condon Negro Freixenet
Figurinha carimbada na confraria. Um espumante leve e elegante.

Terras Gauda 2012
Corte de 70% Albariño, 18% Loureira e 12% Caino. Notas de laranja, flores brancas, ervas e notas de minerais. Fresco e limpo, ótima acidez.

Ken Forrester Reserve Chenin Blanc 2010
Notas de melão, mel e notas minerais. Encorpado, denso, quente, com acidez vibrante e boa persistência.

Casa Marin Cipreses Sauvignon Blanc Vineyard 2010
Um vinho diferente. No visual, notas verdeais, brilhante e límpido. Nariz intenso, notas de frutas tropicais, herbáceo. Na boca, bom corpo, fresco e complexo. Eleito o melhor vinho da degustação!

Laberinto Cenizas Sauvignon Blanc 2011
Visual límpido e com uma nariz elegante. Notas herbáceas, frutas brancas, complexo. Na boca é suave, de acidez balanceada, fino e persistente. Um vinho sem excessos.

Costaripa Rosamara 2012
Um belo rosé. Nariz sutil e elegante. Belas notas florais. Fresco, saboroso, boa persistência gustativa.

Michel Picard Chablis 1er Cru 2010
Dourado, límpido e brilhante. Nariz de grapefruit e damasco. Boa mineralidade, cítrico e fresco. Bom vinho.

Chateau de Pourcieux 2012
Linda cor! Notas de frutas vermelhas. Bom equilíbrio, bom frescor. Final de boca marcante.

Peller Estates Icewine Vidal Blanc 2011
Denso e límpído. Notas de frutas secas, mel, limão, pêssego e damasco. Na boca é cítrico, licoroso e com uma excelente acidez. Simplesmente fanstástico.

Enfim, obrigado ao metri Edgar pelo serviço e pela paciência.

Aos presentes, muito obrigado!

Melhor do que isto, só a próxima degustação. Que venha a primeira Top Wines do ano!

Saúde!
Confraria das Águas Escondidas

70º DEGUSTAÇÃO DA CONFRARIA DAS ÁGUAS ESCONDIDAS

Sunsaki

A CAE convida a todos os seus membros para mais um degustação! Será a septuagésima degustação!!!

Como o calor ainda não deu trégua, optamos pelo tema livre! Sendo assim, escolham seus espumantes, brancos, rosés e vinhos de sobremesa.

A bola da vez será a gastronomia japonesa. Para tal missão, a degustação será realizada mais uma vez no Restaurante Sunsaki. Grande parceiro da confraria!

Ano passado, no mesmo lugar, tivemos um embate muito interessante: RIESLINGS: FRANÇA X ALEMANHA. Quem venceu? Para saber mais, acesse o nosso site: https://confrariadasaguasescondidas.wordpress.com/

Restaurante Sunsaki

Av. Quintino Bocaiúva, 225 – São Francisco, Niterói – Rio de Janeiro

Telefone: (21) 2714-0686

Data: 14/Mar, às 20hs.

Taxa de rolha: R$ 25,00

Escolha o seu vinho e seja bem vindo!

As despesas como sempre, serão divididas entre os presentes.

Todos devem confirmar presença. Vagas limitadas!

 

Saúde!

Confraria das Águas Escondidas

contatocae-cae@yahoo.com

 

Foto: Divulgação

69ª DEGUSTAÇÃO | OS CHAMPAGNES!

Tarefa concluída!

Uma experiência muito agradável! Acho que o nosso objetivo de avaliar alguns rótulos foi alcançado com êxito. Tivemos rótulos de casas consagradas e desconhecidas, champagnes que causaram boas surpresas. Rótulos de pequenos produtores, complexos, estruturados e refrescantes. E o melhor! Boa comida. Um belo Badejo, mariscos e muitos camarões.

Abaixo, a lista do que foi degustado pelos presentes: André Vallejo e Áurea Rodriguez , Sérgio Tonelotto, Susana Mulin, Márcio Melo, Marcelo Siqueira, Graça e Marília Gurgel, Andréa e Marcelo Andrade.

Sentimos a falta dos demais que infelizmente não puderam comparecer. Uma pena!

A degustação foi realizada dia 08/fev, às 13:00h.

Os vinhos apresentados!

-Champagne Taittinger Brut Réserve

Belo ataque. Notas aromáticas de frutas e um leve tostado. Belo frescor, amplo, acidez gostosa e ótima persistência. Muito bom!

-Champagne La Chapelle Exquis Brut

Uma champagne complexa e delicada no nariz. Na boca, ótimo frescor, leve, gostosa e com um belo final de boca.

-Champagne Heidsieck Monopole Blue Top Brut

Não decepciona jamais…rs. Belo ataque, nariz aromático de frutas tropicais, cítricas. Um belo frescor, acidez gostosa, bom corpo, persistente. Uma maravilha!

-Champagne Veuve Éléonore Brut Prestige d’Antan Millésime 2004

Ótima cor! Notas aromáticas complexas de frutas secas, manteiga e pão torrado. Na boca é macia, frutada, acidez correta e um final de boca marcante.

-Champagne Laurent-Perriet Brut

Ótima champagne! Aroma de especiarias e frutas cítricas. Na boca é equilibrado, corpo médio e muito saborosa. Excelente custo benefício.

-Champagne Pierre Moncuit Brut

Nariz rico, intenso e delicado. Notas limão e frutas secas. Na boca, mel e brioches, ótima acidez proporcionando um belo frescor.

-Champagne Jacquart Brut Mosaique

Bela cor e perlage. Nariz intenso, suave e persistente. Frutas brancas e notas de damasco e de pão. Bom volume, macia e refrescante.  Excelente custo benefício.

-Champagne Montaudon Grande Rosé

Cor cereja. Notas de  morangos, toques florais e um leve tostado. Na boca é elegante, acidez gostosa e persistente.

Na opinião da maioria, a Champagne Heidsieck Monopole levou a melhor!

Por enquanto é só!

Obrigado a todos os presentes e até a próxima!

Saúde!

Confraria das Águas Escondidas.

69ª DEGUSTAÇÃO | CHAMPAGNES

Champagnes

69ª DEGUSTAÇÃO | CHAMPAGNES

A CAE convida a todos os seus membros para mais um degustação!

O tema desta vez será Champagne. Escolha o seu rótulo e seja bem vindo!

E para acompanhar as borbulhas neste verão , teremos mariscos, camarões VG e um belo Cherne assado na brasa!

Champanhe… Um nome cheio de prestígio, de uma região com um destino fora do comum que produz vinhos sublimes que enchem os olhos e acariciam o paladar, convidados de honra das festas e grandes ocasiões!

Um estilo inimitável e vinhos que conquistaram o mundo todo: a originalidade dos champanhes tem origem na elaboração das «safras». Ruinart, Moët, Veuve Clicquot, Jacquesson, Hiedsieck… Cada marca compõe suas safras com cuidado, misturando vinhos de anos diferentes e diversas espécies de uva.

A corpulência e o poder dos cachos de pinot noir, o paladar frutado e leve característico das uvas escuras pinot meunier, a fineza e a elegância das claras chardonnay… A especificidade da safra, rica e delicada, é sublimada pela efervescência, fruto do famoso método de fermentação próprio da região.

E então, no final do processo de vinificação, um licor é adicionado aos vinhos, para contribuir com uma clássica nota doce, leve no caso dos bruts e mais presente nos demi-secs. Os bruts, como os chamados blancs de blancs (brancos de uvas claras, feitos a partir da uva chardonnay), são perfeitos para a hora do aperitivo, acompanhados por entradas feitas à base de peixe ou frutos do mar. Por sua vez, os demi-secs são mais adaptados às sobremesas.

Os millésimés, mais abrangentes, podem acompanhar todas as etapas de uma refeição. A cremosidade dos rosés suaves combina perfeitamente com pratos apimentados e os poderosos blancs de noirs (brancos feitos à base de uvas escuras, cuja composição contém apenas o tipo noir pinot) e a carne de caça são complementares. Todos devem ser servidos gelados, em taças de champanhe, perfeitas para privilegiar os aromas na hora da degustação.

Fonte: france.fr

[A degustação]

Qualquer tipo de champagne. Branco ou rosé, Brut ou demi-sec. A escolha é sua!

Av. Prof. Florestan Fernandes 790, Camboinhas, Niterói.

Cond. Ubá Camboinhas – Área de lazer.

Data: 08/Fev, sábado, às 13:00h.

As despesas como sempre serão divididas entre os presentes.

“Não esqueça de trazer a sua taça!”

Venha para esta refrescante degustação!

Para dar sede! :-))

Saúde!

Confraria das Águas Escondidas

Foto: Divulgação

RESUMO DA VERTICAL DO LOTE 43 | 68ª DEGUSTAÇÃO!

No último sábado como já era do conhecimento de todos, fechamos o ano com uma bela degustação vertical do Lote 43. Um ícone do grupo Miolo e talvez um de seus melhores vinhos.

Nesta degustação, estavam presentes, Sérgio Tonelotto, Graça Gurgel, Sônia Maris, Meire e Jurivan Ferreira, Marcelo Siqueira, Andréa e Marcelo Andrade, Kelly Correa e Cláudio Bastos.

A degustação realizada no Cervejaria Noi (Itaipú) foi tranquila e com gratas surpresas durante a análise dos vinhos. Vamos à elas!

 As safras foram: 1999, 2002, 2004, 2008 e 2011.

Todos os vinhos foram servidos sem decantação!

Miolo Lote 43 1999

Cor mostrando bom envelhecimento (tijolo),12,5% de álcool, um pouco turvo. Notas herbáceas, frutas secas, amadeiradas (cedro e serragem )deixando o vinho com um bouquet deselegante. Taninos suaves e acidez compatível como tempo. Inteiro, mas não agradou ao time.

Miolo Lote 43 2002

Boa coloração com reflexos granada, boa limpidez. Notas  aromáticas de que lembram 1999 com algo de couro a mais. Na boca, um vinho macio, com mais atitude que o anterior, fresco e longo. Mas ainda remetia as técnicas de elaboração do 1999.

Miolo Lote 43 2004

Um alteração radical no estilo do vinho. Cor rubi, brilhante e límpido. Notas de frutas maduras, especiarias doces e caramelo. Na boca, um vinho macio, amplo, estruturado, com notas de chocolate, fresco, bons taninos e ótima persistência. 13,5% de álcool. Bom equilíbrio.

Miolo Lote 43 2008

Um pouco mais quente (14% de álcool), ainda necessita de tempo em garrafa para revelar o potencial. Notas de frutas maduras, café e anis. Vinho com taninos firmes, amplo e uma acidez muito presente, formam o conjunto deste vinho. Recomendo beber este vinho daqui a 5-6 anos.

Miolo Lote 43 2011

Bela cor, límpido, atraente. Na mala, frutas maduras, café, cassis, notas provenientes da madeira e mais nada. Senti o vinho ainda fechado. Na boca, quente, boa estrutura, taninos presentes e longo. Ainda é uma criança que deve ser guardado por pelo menos 8-10 anos para atingir o seu auge.

Infelizmente, ficou faltando a safra 2005, considerada uma das melhores em nosso país.

O grande campeão foi o Lote 43 2004 na opinião da maioria. O que mostra que realmente estamos diante de um vinho com uma bela capacidade evolutiva. E que por sinal, ainda tem alguns anos pela frente se armazenado perfeitamente.

Sem sombra de dúvidas, estamos diante de um dos melhores vinhos do país. Parabéns a Miolo! Estamos progredindo.

Obrigado a todos pela presença!


Até 2014!
Confraria das Águas Escondidas