58° DEGUSTAÇÃO DA CONFRARIA DAS ÁGUAS ESCONDIDAS


Prezados,

O Torninha foi inaugurado em 1995 em uma charmosa casa no sofisticado bairro Jardim Icaraí. A frente do empreendimento de vanguarda para a cidade, os sócios Alberto e Ronaldo Duncan e Federico Tagliabue.

Cozinha italiana contemporânea de pratos elaborados e ingredientes exclusivos com influências francesa e oriental e carta de vinhos com 228 rótulos de 16 países fazem do Torninha o lugar perfeito para os amantes da enogastronomia.

A casa, projeto arquitetônico de Bruno Madeira e decoração de Sol Figueiredo, mistura elementos contemporâneos e rústicos, com materiais como ferro, madeira e vidro e objetos de decoração de diversos países formando um conjunto harmônico e aconchegante.

Desfrute de momentos especiais ou peça em casa sabores e aromas inigualáveis e faça da sua refeição um momento especial.

O valor do custo dos vinhos encomendados será dividido entre os participantes. A conta do restaurante, como de costume, também será dividida.
Restaurante Torninha
RUA NÓBREGA, 199 – JARDIM ICARAÍ – NITERÓI
http://www.torninha.com.br/
(21) 2714-5598
Data: 15/09, Sábado, às 19hs.

RESERVAS E INFORMAÇÕES:
Lorena Reis
lasreis@yahoo.com.br
(21)9959-2707

Sergio Tonelotto
sergiotonelotto@yahoo.com.br
(21) 8606-2960

RESUMO DA 58ª DEGUSTAÇÃO DA CAE – TORNINHA

No último sábado, dia 15 de setembro, os membros da Confraria das Águas Escondidas se reuniram no restaurante Torninha, em Niterói, RJ, para sua 58ª Degustação.

Aproveitamos as férias e impedimentos de alguns de nossos Confrades para realizar nossa Degustação neste pequeno e aconchegante restaurante que não comportaria o número habitual de participantes em nossos Encontros.

Bebemos alguns vinhos que nos foram gentilmente doados pela importadora Maxbrands e pelas Vinícolas Agro-Batoréu e Quinta da Lapa, ainda sem importador no Brasil, e, para finalizar, durante e após a sobremesa, degustamos um rico Pedro Ximénes.

Presentes: Sérgio Tonelotto, Solange Tonelotto, Lorena Reis, Jurivan, Marcelo Siqueira, Rita Siqueira e Carlos Teles, além da Joven Stella Tonelotto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Os vinhos:

1.Casal da Coelheira Rosé 2010

(Gentilmente cedido a CAE pela Importadora Max Brands – http://www.mxbrands.com.br)

Região: Tejo, Portugal

Composição: 50% Syrah e 50% Touriga Nacional

Teor Alcoólico: 13,5%

Envelhecimento: Não há.

Elaboração: Desengace total, sangria, decantação a frio, fermentação a temperatura controlada. Estabilização por frio e filtração.

Acompanhamento: Entradas, saladas, massas, peixes e mariscos

Temperatura: 8º / 10ºC

2. Batoréus Tinto Regional Tejo Colheita 2010

(Gentilmente cedido a CAE pela Vinícola Agro-Batoréu – http://www.agrobatoreu.com)

Ainda sem importador no Brasil

Região: Aveiras de Cima, Tejo, Portugal

Composição: Trincadeira (60%), Aragonez (30%), e Alicante Bouschet (10%)

Teor Alcoólico: 13 %

Elaboração: Curtimenta total com maceração de 4 a 6 dias em cubas de aço inox com temperatura de fermentação entre 28 e 30ºC.

Envelhecimento: Estágio em depósito de inox até ao engarrafamento.

Estágio em garrafa, de pelo menos um mês, antes da comercialização.

Acompanhamento: pratos de carne e queijos.

Temperatura: 16 / 18ºC

3. Quinta da Lapa Tinto Regional Tejo 2009

(Gentilmente cedido a CAE pela Vinícola Quinta da Lapa – http://www.quintadalapa-wines.com/)

Ainda sem importador no Brasil

Região: Tejo, Portugal

Solo: Argilo-calcário. Composição: Syrah 50%; Touriga Nacional 50%.

Teor Alcoólico: 13 %

Elaboração: Fermentação em cubas de inox com temperatura controlada.

Envelhecimento: Estágio de 6 meses em madeira de carvalho francês e americano.

Acompanhamento: arroz de pato, rosbife ou pernil de cordeiro assado com tomilho.

Temperatura: 16 / 18ºC

4. Sottano Reserva de Família Malbec 2010

(Gentilmente cedido pela Importadora Max Brands – http://www.mxbrands.com.br)

Região: Perdriel. Luján de Cuyo. Mendoza, Argentina

Composição: 100% Malbec

Teor Alcoólico: 14,5 %

Envelhecimento: O processo de envelhecimento é feito em 12 meses, em barril novo, sendo 70% em francês e 30% em americano.

Elaboração: As uvas são colhidas à mão, cortadas uma a uma e depositadas em caixas de 12 quilos. Passam duas vezes por uma rigorosa seleção, restando apenas uvas em excelente estado, o que demonstra um trabalho detalhado de elaboração, eliminando assim todos os riscos de um sabor indesejável, para se chegar a um grande vinho. A colheita da uva Malbec é feita na 2ª quinzena de abril.

Acompanhamento: Churrasco e carnes vermelhas em geral.

Temperatura: 16º/18ºC

5. Solera Reserva Pedro Ximénes San Emilio Lustau

Região: Jerez de La Frontera, Espanha

Composição: 100% Pedro Ximénez

Teor Alcoólico: 17 %

Elaboração: As uvas Pedro Ximénez desse vinho, são cultivadas no vinhedo “Las Cruces” e após atingirem seu ponto ideal de maturação, são colhidas e secas à sombra para concentração de aromas e açúcares. A fermentação é interrompida com aguardente para conservar o açúcar natural da uva tornando o vinho doce. Em seguida o vinho é envelhecido no sistema de “Solera”.

Acompanhamento: Além de ser um excelente digestivo, é muito agradável quando servido sobre o sorvete de baunilha, também harmoniza com chocolate e queijos azuis como roquefort, gorgonzola e stilton.

Temperatura: 10 / 13º C

Iniciamos nosso jantar com a Entrada chamada Selezione del Cuoco. (Tomate seco, pimentão vermelho e amarelo em azeite com alho e orégano, lâminas de abobrinha e berinjela grelhada em vinagre de mel e `aceto balsamico`, azeitona preta em azeite com pimenta calabresa e mini cebolas em conserva agridoce). Esta entrada foi acompanhada dos pães caseiros variados servidos na casa e harmonizou muito bem com o Casal da Coelheira Rosé, e também acompanhou o Batoréu Tinto.

Já os Pratos Principais que acompanharam os vinhos Quinta da Lapa Tinto e o Sottano Reserva de Família Malbec foram: Wrap di Gamberi

(Rolinho de massa fininha com cream cheese, camarão, rúcula, espinafre, tomate seco, temperado com vinagrete de ‘aceto balsamico’), Spaghetti Profondo Mare

( Massa em frios com lagosta,camarão,polvo e peixe flambados em cognac com molho especial de tomate fresco e manjericão), Rondelle al Gongonzola (Massa fina em forma de rocambole, recheio de ricota, espinafre, pedacinhos de nozes e passas, molho de gorgonzola gratinada com parmesão), Coscia d’Anatra com Chutney di Mango (Coxa com sobre-coxa de pato ‘confit’ com ‘chutney’ de manga, acompanha risoto de champignon fresco e pêra cozida no vinho), Petto d’Anatra alla salsa di Porto e fichi (Peito de pato (magre) grelhado* com molho de vinho do porto e figo.Acompanha risoto de porcine com verduras e parmegiano e legumes torneados.*servido ao ponto rosado), Risotti Di Faraona (Galinha d’angola desfiada, funghi porcine, shiitake, vinho tinto, alho poro e queijo parmesão), dentre outros. Todos deliciosos.

O Pedro Ximénes acompanhou as sobremesas variadas, dentre elas, Tiramisú, Torta de Chocolate com Biscoito, Nozes e Sorvete, Crème Brulée, Tortinha de Creme de Amêndoas coberta com Peras, Gateau di Beatrice e Sorvete Artesanal Italiano. Continuamos degustando este denso vinho até após o café e chegamos à conclusão de que sua vocação, em nossa opinião, é mais propícia para este momento ou mesmo para degustar fora de hora, em um dia de chuva assistindo a um filme ou contemplando uma paisagem, por exemplo. Um autêntico vinho de meditação.

O atendimento e serviço dos vinhos foi muito bem conduzido durante todo o jantar e a comida muito elogiada, da entrada ao café.

A CAE agradece ao Restaurante Torninha pela acolhida e aos Confrades pela presença.

Enoabraços a todos e até a próxima degustação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s